Área do Cliente

O Brasil já tem 69% dos municípios com, pelo menos, um sistema de geração distribuída de energia solar fotovoltaica instalado. É o que revela o mais recente estudo da consultoria brasileira Greener, chamado de “Estudo Estratégico: Mercado Fotovoltaico de Geração Distribuída”, referente ao segundo trimestre de 2019. São 3.669 cidades com sistemas fotovoltaicos conectados à rede, sendo o Espírito Santo o estado com maior número de cidades com sistemas de geração de energia elétrica a partir da captação da luz do sol, com 97,4% das cidades capixabas.

Para efeito de comparação, no ano passado, o número de cidades brasileiras com pelo menos um sistema fotovoltaico conectado à rede era de 55%. Em 2017, esse número era de 35%; e em 2016 apenas 21% dos municípios tinham sistemas de geração distribuída de energia solar. As regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste apresentam maior porcentagem de cidades com sistemas fotovoltaicos. O estado do Rio de Janeiro tem 95,7% dos municípios com conexões fotovoltaicas; Mato Grosso do Sul tem 92,3%; Rio Grande do Sul tem 90,9%; Santa Catarina tem 89,8%; São Paulo, 84,7%; Minas Gerais, 82,5%; e o Paraná tem 77,9%.

Em termos de potência instalada dos sistemas de mini e microgeração distribuída, o estado do Mato Grosso do Sul teve a maior taxa de crescimento, com 122% de aumento do primeiro semestre deste ano em relação ao ano passado. Em seguida estão os estados de Mato Grosso (117%), Amazonas (107%) e Tocantins (94%). O volume de potência instalada no primeiro semestre deste ano aproximou-se de todo o volume instalado em 2018 e a capacidade acumulada de sistemas fotovoltaicos conectados à rede de transmissão das distribuidoras de energia corresponde a 86,8% de todas as fontes utilizadas na geração distribuída.

Em relação à quantidade de sistemas de geração de energia solar fotovoltaica, as novas conexões somente dos primeiros seis meses de 2019 já correspondem a 92% do total instalado em todo o ano passado. Minas Gerais segue na liderança do ranking de quantidade de sistemas fotovoltaicos, com mais de 20 mil unidades instaladas; seguido pelo estado de São Paulo na segunda posição, com mais de 16 mil conexões; e o Rio Grande do Sul na terceira colocação, com cerca de 14 mil instalações, segundo informações atualizadas da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Preço dos sistemas fotovoltaicos

A pesquisa da Greener foi elaborada a partir de entrevistas com 689 empresas do setor fotovoltaico de todo o país, de diferentes portes e idades, com intuito de produzir um recorte o mais próximo possível da realidade de mercado no País. De acordo com o estudo, de janeiro a julho deste ano houve uma redução média de 8,9% no preço final dos sistemas fotovoltaicos, revelando que a tecnologia de geração de energia a partir da luz solar está mais acessível ao consumidor.

O Brasil importou 24% mais módulos fotovoltaicos no primeiro semestre deste ano em relação ao mesmo período do ano passado, atingindo 1,27 gigawatt-pico (GWp). Outros equipamentos fotovoltaicos que também registraram aumento das importações foram os inversores destinados à geração distribuída e centralizada, com acréscimo de 154%.

Os preços dos sistemas fotovoltaicos residenciais seguem uma tendência de barateamento. O preço médio do kit fotovoltaico está em R$ 1,89 por watt-pico (Wp), enquanto o custo médio de integração por Wp está em R$ 3,11, isso para um sistema de energia solar de 4 quilowatt-pico (kWp), indicado para casas. Em 2016, o preço médio do sistema fotovoltaico era de R$ 8,77 por Wp (R$ 3,65 para o kit e R$ 5,12 para a integração).

Módulos PERC

Os módulos policristalinos ainda são maioria no mercado, representando 69% da tecnologia dos painéis fotovoltaicos, mas o destaque fica pelo volume de módulos PERC importados, que vêm crescendo ao longo dos últimos trimestres, com 25% da potência importada no segundo trimestre de 2019. Foi registrada também uma expressiva queda de preço em todas as tecnologias de geração de energia solar fotovoltaica nos últimos anos.

Energia Solar Fotovoltaica SunVolt

A energia solar já está mais acessível ao consumidor, consequentemente, presente em mais casas, comércios, empresas e propriedades rurais em todo o País, garantindo alta economia nas contas de luz, valorizando imóveis e contribuindo para um meio ambiente mais sustentável. Se você também quer aproveitar as vantagens da energia solar, entre em contato conosco e peça o seu orçamento de sistema fotovoltaico.

Continue acessando o nosso site e saiba das principais novidades sobre geração de energia solar, painéis fotovoltaicos, como economizar nas contas de luz e muito mais.

Fontes: Estudo Estratégico: Mercado Fotovoltaico de Geração Distribuída – 2o trimestre de 2019. Disponível em: ‘https://d335luupugsy2.cloudfront.net/cms/files/12882/1564763596Pesquisa_GD_-_2_Trimestre-2019.pdf’

‘http://www2.aneel.gov.br/scg/gd/GD_Estadual.asp’

Fonte da imagem: ‘https://pixabay.com/pt/photos/painel-solar-renov%C3%A1veis-energia-647184/’

Compartilhe: