Área do Cliente

O SENAI (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) implantou o Centro de Treinamento em Energia Solar na cidade de Taguatinga, no Distrito Federal. O objetivo é formar profissionais capacitados para a instalação de painéis fotovoltaicos e também um programa de capacitação de professores do SENAI de várias unidades do País. Já existem centros semelhantes em cidades como São Paulo e Fortaleza, além do centro solar de Natal-RN, previsto para este ano.

A criação do Centro mineiro teve apoio técnico da Cooperação Alemã para o Desenvolvimento, visando a transferência de conhecimento em energia renovável fotovoltaica entre Alemanha e Brasil. A Alemanha é referência em investimento e tecnologia de fontes renováveis fotovoltaicas no mundo. Para o gerente de relações internacionais do Senai, Frederico Lamego, o processo de transferência de conhecimento é fundamental para agregar valor aos cursos, aos programas educacionais na área de energia solar e ao desenvolvimento de serviços e capacitação para as empresas brasileiras.

A estrutura do SENAI possibilita que o aluno vivencie a realidade do dia a dia profissional. O Centro de Treinamento conta com painéis solares conectados à rede elétrica urbana, permitindo que a escola venda o excedente elétrico produzido e consiga créditos com a concessionária de energia local.

O programa de formação e assessoria técnica foi realizado pela GIZ (Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit) – instituição alemã especializada em projetos de cooperação técnicos e de desenvolvimento sustentável em escala mundial – com recursos do BMZ (Ministério de Cooperação Econômica e Desenvolvimento da Alemanha). Desde 2010, o programa já formou quase 200 docentes e técnicos do SENAI.

O empreendimento foi financiado pelo Fundo Solar, criado pelo organismo alemão de certificação de energias limpas GSL (Grüner Strom Label e.V.), em parceria com o IDEAL (Instituto para o Desenvolvimento de Energias Alternativas na América Latina), e apoio da GIZ e do BMZ.

O SENAI está acompanhando as projeções de aumento de demanda por profissionais da área. Segundo dados da ABSOLAR (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica), até 2018, o Brasil deverá figurar entre os maiores geradores de energia solar fotovoltaica do mundo. E a geração de novas vagas de emprego devem chegar a até 100 mil novos postos de trabalho.

Os cursos

Aberto ao público em geral, profissionais interessados em se capacitar poderão buscar por cursos específicos em geração fotovoltaica. Esses cursos buscam capacitar o aluno a realizar levantamento de cargas elétricas, dimensionar equipamentos, levantar especificações técnicas e realizar manutenções de sistemas fotovoltaicos.

São dois cursos ofertados: Dimensionamento de Sistema Fotovoltaico, com carga de 40 horas, e Instalador de Sistemas Fotovoltaico, com carga de 200 horas.

Há opções na área de energia solar térmica, que é o aproveitamento da radiação solar para transferir calor e aquecer água. As inscrições estão abertas e irão durar até que a turma tenha, no mínimo, 25 alunos. O pré-cadastro poderá ser feito pela Central de Atendimento pelos telefones: (61) 3353-8715(61) 3353-8715 / 3353-8716 / 3353-8718 / 3353-8719.


Fontes: http://www.portaldaindustria.com.br/cni/imprensa/2016/06/1,90167/senai-implanta-centro-de-treinamento-em-energia-solar-no-distrito-federal-com-apoio-de-cooperacao-alema.html

https://www.giz.de/en/worldwide/12055.html


Compartilhe: