Área do Cliente

A cidade de São Paulo quer gerar energia solar fotovoltaica em mais prédios públicos. De acordo com uma reportagem do jornal Folha de S. Paulo, o governo municipal iniciou um projeto para a instalação de sistemas fotovoltaicos em 80 unidades básicas de saúde por meio de uma consulta pública, lançada no último dia 20 de agosto. A Prefeitura de São Paulo pretende realizar a instalação dos painéis solares por meio de Parcerias Público-Privada (PPPs).

De acordo com a atual administração, a ideia não seria somente implantar o uso de energia renovável, mas também aproveitar as vantagens da energia solar fotovoltaica e diminuir as tarifas elétricas nos prédios públicos do município. Durante o período estimado da PPP – 25 anos –, os gastos com contas de luz dos 80 prédios cairiam de R$ 139 milhões para R$ 15 milhões, ou seja, uma redução de quase 90% com energia elétrica.

Hoje, somente duas unidades de prédios municipais têm sistemas de geração de energia solar fotovoltaica: o prédio no Parque Natural Fazenda do Carmo e o da Universidade Aberta do Meio Ambiente e Cultura de paz, no parque Ibirapuera. Segundo a publicação, a prefeitura afirmou que visa ampliar a utilização de energia solar fotovoltaica e expandir o modelo de PPPs sustentável na cidade.

Em nota, a prefeitura diz: “o objetivo é que o projeto seja ampliado para outros prédios da prefeitura, fazendo com que o município de São Paulo se posicione como referência em PPPs de sustentabilidade no Brasil, evitando, por meio da geração de fonte limpa, a emissão de aproximadamente 30 mil toneladas de gases de efeito estufa ao ano, o que equivale ao emitido por cerca de 19 mil carros de passeio".

O vencedor da licitação deverá instalar sistemas fotovoltaicos com potência instalada mínima de 460,7 megawatts-hora (MWh) em até 80 prédios da administração municipal. A consulta pública vai até o dia 19 de setembro.

Exército brasileiro

O Exército brasileiro abriu licitação para a construção de duas usinas de geração distribuída de fonte solar no Setor Militar Urbano (SMU), em Brasília-DF. Segundo informações do Portal Solar, serão construídas uma usina fotovoltaica de 2 megawatts-pico (MWp), para atender à demanda de energia elétrica do Quartel General, e outra de 160 kWp na área de residência de generais. O edital fica aberto até o dia 2 de setembro.

O processo de licitação será divido em duas partes, com investimento total previsto em R$ 13,7 milhões, sendo R$ 12,7 milhões para a usina solar no Quartel General do Exército e R$ 1 milhão à Quadra Residencial de Generais.

Energia Solar Fotovoltaica SunVolt

A energia solar garante economia também ao setor público, pois, ao instalar um sistema fotovoltaico, a administração pública reduz drasticamente os gastos com energia elétrica, permitindo direcionar os gastos a outras áreas.

Se você quer aproveitar todas as vantagens da energia solar, invista em um sistema fotovoltaico para a sua casa, empresa ou propriedade rural. Tenha painéis solares instalados no telhado da sua propriedade e economize até 98% nas suas contas de luz, valorize o seu imóvel e ainda contribua para um mundo mais verde e com menos emissões de gases poluentes.

Entre em contato agora conosco da SunVolt e peça já o seu orçamento de sistema fotovoltaico.

Fontes: ‘https://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2020/08/gestao-covas-inicia-acao-para-instalar-energia-solar-em-80-predios-publicos.shtml’

‘https://br.noticias.yahoo.com/gest%C3%A3o-covas-inicia-a%C3%A7%C3%A3o-para-111600077.html’

‘https://www.selecoes.com.br/plantao/gestao-covas-inicia-acao-para-instalar-energia-solar-em-80-predios-publicos/’

‘https://www.portalsolar.com.br/blog-solar/energia-renovavel/exercito-brasileiro-quer-construir-miniusinas-solares-em-brasilia.html’

Fonte da imagem: ‘https://www.pexels.com/photo/engineer-interacting-with-colleague-standing-near-solar-panels-in-countryside-4254172/’

Compartilhe: