Área do Cliente

O governo do Piauí anunciou a construção de oito miniusinas de geração de energia solar fotovoltaica, cada uma com 5 megawatts (MW) de capacidade instalada. Segundo informações divulgadas pela assessoria de comunicação do Piauí, as usinas solares serão instaladas, através de uma Parceria Público Privada (PPP), nas cidades de Caraúbas, Cabeceiras do Piauí, Curralinhos, Barras, e Canto do Buriti, e têm previsão de entrarem em funcionamento até o final deste ano.

Conforme a superintendente do Programa de PPP Piauí, Viviane Moura, a implantação das miniusinas de energia solar fotovoltaica vai impactar diretamente quase 90 mil pessoas nos cinco municípios que receberão os empreendimentos. “Os investimentos contribuirão para a economia regional, a partir da geração de empregos diretos e indiretos, tanto na fase de implementação, quanto na operação das atividades”, destacou.

As novas usinas fotovoltaicas deverão utilizar a tecnologia tracker, que “rastreia” o raio solar ao corrigir a angulação dos painéis solares diversas vezes ao longo do dia – acompanhando o movimento do sol –, maximizando a produção de eletricidade solar. Estima-se que, com a adoção do sistema de tracker nos painéis fotovoltaicos, a produção de energia solar será aproximadamente 30% maior.

A previsão de investimentos está na ordem de R$ 150 milhões na construção das miniusinas e a redução mensal nos gastos com energia elétrica em órgãos públicos está estimada em 23%, logo, a economia com energia elétrica ao ano será de mais de R$ 10 milhões. Ao longo da duração do contrato de PPP – 25 anos –, a concessão vai produzir energia solar para ser injetada na rede elétrica da concessionária local, com a implantação de um sistema para gerenciar e compensar a eletricidade produzida e consumida pelos prédios da administração estadual, tornando-os, assim, autossuficientes no abastecimento elétrico.

O estado do Piauí segue apostando na fonte fotovoltaica e soma diversas iniciativas de incentivo à geração solar no estado. “A implantação das miniusinas vai impulsionar mais ainda o Piauí como referência nacional em boas práticas ao meio ambiente e pioneiro no aproveitamento da energia proveniente do sol para atender prédios da administração pública”, diz Moura.

Além dos benefícios econômicos, a utilização da energia solar deverá impedir que mais de 100 toneladas de dióxido de carbono (CO2) sejam lançadas na atmosfera em 25 anos.

Sustentabilidade

O estado do Piauí é destaque na produção de energia solar fotovoltaica. De acordo com dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o estado contabiliza expansão renovável de 190,35 MW em sua matriz energética, à frente da Bahia (155 MW) e Rio Grande do Norte (151), por exemplo. Outro ponto de destaque é a maior usina solar da América do Sul, inaugurada em 2020, localizada no município de São Gonçalo do Gurguéia-PI, com capacidade instalada de 608 MW, que conta com a tecnologia de painéis bifaciais, que captam a irradiação solar em ambos os lados.

Energia Solar Fotovoltaica SunVolt

A energia solar fotovoltaica é uma fonte renovável, sem emissão de poluentes. Investir na fonte é investir em sustentabilidade, geração de emprego e renda.

Se você quer aproveitar as vantagens da energia solar e ter o seu próprio sistema fotovoltaico com painéis solares instalados no telhado da sua residência, empresa ou propriedade rural, entre em contato conosco e peça já um orçamento.

Nós da SunVolt somos especialistas em energia solar e oferecemos soluções completas, desde a elaboração do projeto até o fornecimento dos equipamentos, instalação, homologação junto à distribuidora, monitoramento via internet e manutenção.

Fonte: com informações da Assessoria de Comunicação da Superintendência de Parcerias e Concessões do Piauí

Fonte da imagem: divulgação/Assessoria de Comunicação da Superintendência de Parcerias e Concessões do Piauí

Compartilhe: