Área do Cliente

O Governo de Minas Gerais concedeu no dia 11 de junho de 2016 a licença para instalação de uma das maiores usinas de energia solar fotovoltaica da América Latina, que será situada no município de Pirapora-MG, a aproximadamente 340 km da capital Belo Horizonte. Com investimento na ordem de R$ 1.6 bilhão, a usina solar mineira deve gerar 2 mil postos de trabalho durante a construção e cerca de 150 empregos diretos a partir do início das operações.

Esse projeto prevê a implantação de um parque solar fotovoltaico formado por 10 usinas, cada uma gerando 30 megawatts (MW). Ao total, serão 300 MW de energia gerada, distribuídas por uma linha de transmissão de 9.2 Km numa tensão de 138 quilovolts (kV). A área de manutenção será de 0,6 ha, já a subestação de 1,5 ha.

Essa foi a segunda fase do processo. O empreendimento passou por uma licença prévia no ano passado, após a empresa responsável vencer o leilão realizado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para fornecimento de energia solar.

A região possui grande incidência de radiação solar, mas outro fator decisivo para a implantação da usina em Pirapora foi a existência de uma subestação de energia, permitindo a conexão e distribuição da energia gerada com o sistema nacional.

A previsão de início das operações é no segundo semestre de 2017, quando deverá fornecer 150 MW para o Sistema Interligado Nacional (SIN). Segundo o cronograma, em novembro do próximo ano, a megausina projeta alcançar 240 MW de energia gerada.

A prefeitura aposta que o município terá um ganho social de geração de empregos e aumento na arrecadação de ICMS para o Estado e royalties para a cidade. Estima-se que a usina atingirá 50% do faturamento total da atividade industrial de Pirapora.

O Brasil possui cerca de 3.500 instalações de energia solar fotovoltaica. Esse número ainda é pequeno, considerando as dimensões continentais do país, entretanto, André Pepitone da Nóbrega, diretor da Aneel, afirmou durante evento da FGV Energia que a expectativa é chegar a 10 mil instalações até o final de 2016, e atingir 1 milhão até 2024.

A energia limpa, oriunda de usinas fotovoltaicas, possui a vantagem de ser produzida sem grande impacto ao meio ambiente. Diferentemente de usinas hidrelétricas, que demandam desocupação e inundação de uma grande área, causando impacto na fauna e flora, os equipamentos fotovoltaicos são de fácil instalação e não possuem a mesma demanda territorial.

Minas Gerais

Minas Gerais é o estado com maior número de usinas de mini e micro geração distribuída do Brasil. São mais de 330 sistemas gerando energia, o que corresponde a 20% da geração total do pais no segmento.

O estado também irá abrigar, pelo menos, mais três usinas de geração fotovoltaica. Até 2018, quatro novas plantas de geração de energia solar deverão ser instaladas em território mineiro, nas cidades de Guimarânia (Alto Paraíba), Vazante e Paracatu.

Fontes: http://www.em.com.br/app/noticia/economia/2016/02/15/internas_economia,734129/minas-tera-megausina-solar-em-pirapora.shtml

http://jornalmontesclaros.com.br/2016/07/12/norte-de-minas-liberada-licenca-para-instalacao-de-parque-de-energia-solar-em-pirapora.html

http://diariodocomercio.com.br/noticia.php?tit=usina_em_pirapora_orcada_em_r_1,5_bilhao&id=152399

https://www.ambienteenergia.com.br/index.php/2016/03/minas-tera-maior-megausina-solar-da-america-latina/28325

http://www.em.com.br/app/noticia/economia/2016/04/24/internas_economia,755929/minas-se-destaca-na-geracao-de-energia-solar.shtml

http://fgvnoticias.fgv.br/pt-br/noticia/convidado-internacional-debate-o-futuro-e-os-desafios-da-energia-solar-em-palestra-no-rio

Compartilhe: