Área do Cliente

Um novo Leilão de Energia A-4 será realizado em junho e pode ter a fonte solar fotovoltaica incluída como um dos empreendimentos de geração de energia elétrica participantes. A informação foi revelada pelo Ministério de Minas e Energia (MME), que publicou um novo cronograma de leilões para o período 2019-2021. De acordo com o planejamento, deverão ser realizados nove certames nesse período: seis Leilões de Energia Nova, e três Leilões de Compra de Energia Elétrica Proveniente de Empreendimentos de Geração Existentes.

O documento, publicado no Diário Oficial da União (DOU), aponta a possibilidade da inclusão de empreendimentos de geração de energia solar fotovoltaica de grande escala nos seis certames de “Energia Nova” programados – dois ao ano (A-4 e A-6). O Leilão A-4 tem o fornecimento da produção de eletricidade programada para quatro anos após a licitação. Já para o Leilão A-6, o início do fornecimento de energia tem prazo para seis anos. Os três Leilões A-4 estão programados para: 27 de junho deste ano, 23 de abril de 2020 e 29 de abril de 2021. Já os Leilões A-6 têm datas programadas para 26 de setembro deste ano, 24 de setembro de 2020 e 30 de setembro de 2021.

Apesar de o governo ainda não ter divulgado quais fontes de energia serão qualificadas para a disputa do certame, o setor fotovoltaico espera que a energia solar possa participar do leilão. A portaria deve ser publicada nas próximas semanas com todas as informações para definir as regras para os participantes. Para o site PV Magazine, o presidente da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), Rodrigo Sauaia, afirmou estar confiante da participação da fonte solar no certame. Ao contrário de 2018, quando a energia solar fotovoltaica foi autorizada somente a participar do Leilão A-4, Sauaia aponta que a tecnologia fotovoltaica deve ser admitida em ambos os leilões de energia do governo.

Em 2018, as autoridades brasileiras deixaram a energia solar fotovoltaica de fora do último leilão A-6 sob a alegação de que o prazo mais longo da licitação, o tempo de construção e a rápida inovação da tecnologia solar estavam determinando uma rápida redução nos preços. No último leilão A-4, realizado em abril, a Empresa de Pesquisa Energética (EPE) e a Câmara de Comércio de Energia Elétrica (CCEE) contrataram aproximadamente 806,6 megawatts (MW) de capacidade fotovoltaica, representado quase 80% da capacidade total alocada.

O preço médio final da energia solar registrada no último leilão foi de R$ 118, na época aproximadamente US$ 35,2 por megawatt-hora (MWh). Na ocasião, o certame foi aberto para usinas solares, eólicas, hidrelétrica, termelétricas e de biomassa. Segundo informações de um relatório produzido pela consultoria brasileira Greener, dos 4,9 gigawatts (GW) de capacidade fotovoltaica contratados pelo governo através dos leilões de energia, cerca de 2,1 GW já estão conectados à rede.

Segurança no abastecimento

Os leilões de energia são processos licitatórios com objetivo de contratar a energia elétrica necessária para garantir a segurança elétrica e o pleno atendimento da demanda energética futura do Brasil. Esse processo de compra de energia elétrica ocorre desde 2005 e desenvolveu um ambiente de competitividade entre os agentes do setor elétrico, garantindo melhores preços para a compra e venda da eletricidade gerada, já que o modelo toma como critério de seleção o menor preço ofertado.

Energia Solar Fotovoltaica SunVolt

Novos leilões de energia solar fotovoltaica são importantes para o desenvolvimento do setor e à ampliação da fonte renovável na matriz elétrica brasileira. A energia solar fotovoltaica já demonstrou ser altamente competitiva, tanto em preço quanto em segurança energética, além de contribuir para um ambiente mais sustentável e sem emissões de gases poluentes, fator importante para que o País cumpra as metas estabelecidas no Acordo de Paris.

Se você quer aproveitar as vantagens da energia solar, invista em um sistema de microgeração distribuída através de painéis fotovoltaicos instalados no telhado da sua casa, empresa ou propriedade rural. Ao gerar a sua própria energia elétrica a partir das placas solares, você economiza nas suas contas de luz e ainda valoriza o seu imóvel. Entre em contato conosco da SunVolt e peça já o seu orçamento de sistema fotovoltaico.

Fontes: ‘http://www.mme.gov.br/web/guest/pagina-inicial/outras-noticas/-/asset_publisher/32hLrOzMKwWb/content/mme-define-cronograma-de-leiloes-de-energia-para-o-trienio-2019-2021’

‘http://www.brasil.gov.br/noticias/infraestrutura/2019/03/governo-define-cronograma-de-leiloes-de-energia-eletrica-ate-2021’

 ‘https://www.ppi.gov.br/ministerio-de-minas-e-energia-divulga-leiloes-de-energia-eletrica-ate-2021’

‘https://www.pv-magazine-latam.com/brasil-noticias/leilao-a-4-sera-realizado-em-27-de-junho-a-solar-pode-ser-incluida/’

Fonte da imagem: ‘https://pixabay.com/photos/solar-system-photovoltaic-4028710/’

Compartilhe: