Área do Cliente

Investir em energia solar fotovoltaica deve ficar mais fácil em Minas Gerais. É o que aponta uma reportagem do jornal Diário do Comércio, na qual afirma que os interessados em gerar a própria energia elétrica vão encontrar mais facilidades a partir da alteração da Deliberação Normativa (DN) 217/2017, que obteve confirmação da Câmara Normativa Recursal (CNR), vinculada ao Conselho Estadual de Política Ambiental (Copam).

Com a nova proposta, os impactos no solo decorrentes da instalação de usinas solares passam a ser considerados como médios (M), ao invés de grandes (G). Assim, terá a diminuição do índice geral das atividades para pequeno (P). É esperado, além da redução na burocracia que envolve todo o processo de licenciamento ambiental do setor, um estímulo ainda maior na matriz fotovoltaica em Minas Gerais. Se anteriormente o licenciamento poderia ser simplificado ou tradicional, agora somente será o modelo simplificado.

Conforme o superintendente de política minerária, energética e logística da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede), Daniel Rennó Tenenwurcel, a medida é relevante ao estado de Minas Gerais pois cria um ambiente favorável para a geração de energia solar fotovoltaica, reduzindo o impacto ambiental, como também deve trazer preços mais acessíveis e ainda contribuir para gerar novos empregos.

Ainda segundo Tenenwurcel, a medida deverá impactar projetos a serem contratados já a partir do ano que vem e implementados em um prazo de dois a três anos. “Minas Gerais já é uma referência em relação ao assunto. Somos o segundo estado do Brasil em grandes parques fotovoltaicos e o primeiro em geração distribuída. O nosso objetivo é mudar o perfil da matriz energética em Minas”, destaca.

Ao todo, 32 usinas de geração de energia solar fotovoltaica deverão começar a ser instaladas em 17 municípios localizados ao Norte de Minas Gerais até o fim deste ano. A previsão do governo mineiro é a criação de 4 mil novas vagas de empregos, diretos e indiretos, somente na fase de construção. Somadas, essas usinas deverão gerar 340 gigawatts/hora-ano (GWh), o suficiente para abastecer 1,7 milhão de residências no estado.

Senado discutirá incentivos à energia solar          

A Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI) do Senado vai debater as taxações no setor renovável as possibilidades de incentivo à geração de energia solar fotovoltaica nas modalidades de mini e micogeração distribuída. O pedido de audiência pública, de autoria do senador Carlos Viana, foi aprovado pela casa, mas a data do debate ainda não foi definida. As informações são da Agência Senado.

O senador quer discutir formas de consumo de energia elétrica que não agridam o meio ambiente, nem agravem o efeito estufa. O parlamentar afirma que, apesar de o País ter grande potencial de geração de energias renováveis, como energia solar fotovoltaica e eólica, ainda faltam estratégias governamentais para a expansão do setor. Devem ser convidados à audiência pública representantes do Ministério de Minas e Energia (MME), da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e do Operador Nacional do Sistema Elétrico (NOS).

A CI também aprovou requerimentos de convites ao ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, e das Relações Exteriores, Ernesto Araújo.

Energia Solar Fotovoltaica SunVolt

Minas Gerais continua como principal estado em incentivos e melhorias nas regulamentações em prol do desenvolvimento e implementação da energia solar fotovoltaica. Se você quer aproveitar todas as vantagens da energia solar, entre em contato conosco da SunVolt e peça já o seu orçamento de sistema fotovoltaico para a sua casa, empresa ou propriedade rural. Tenha painéis solares instalados no telhado da sua propriedade, gerando eletricidade solar limpa durante todo o dia para autoconsumo da sua família ou atividade profissional.

Economize nas suas contas de luz, valorize o seu imóvel e ainda contribua para um meio ambiente mais sustentável.

Fontes: ‘http://diariodocomercio.com.br/burocracia-para-investimento-em-energia-solar-e-reduzida-em-mg-2/’

‘https://www.jornaldeuberaba.com.br/noticia/2639/nova-diretriz-amplia-potencial-de-investimentos-em-energia-limpa-no-estado’

‘http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticia/nova-diretriz-amplia-potencial-de-investimentos-em-energia-limpa-no-estado’

‘https://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2019/10/01/ci-discutira-incentivos-a-producao-de-energia-solar-no-brasil’

Fonte da imagem: ‘https://i1.wp.com/s2.glbimg.com/BVOSwknEsKvYRL4K4zBjqc1y8JM=/560x350/e.glbimg.com/og/ed/f/original/2014/02/04/hu.jpg?resize=702%2C439’

Compartilhe: