Área do Cliente

A instalação de 3,3 GW (gigawatts) em usinas solares no Brasil até 2018 deve gerar até 100 mil novos postos de trabalho no país, incluindo os projetos contratados via leilões de energia de reserva. Segundo dados da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR), para cada megawatt fotovoltaico instalado são criados de 20 a 30 empregos diretos e indiretos no setor, portanto, para esse potencial de geração de energia, o número deve ficar entre 60 a 100 mil novos postos de trabalho.

Atualmente, programas fotovoltaicos são uma das principais fontes de geração de emprego por megawatt instalado, pois englobam diversas especialidades, gerando demanda de profissionais para instalação, fabricação, vendas, distribuição, manutenção e desenvolvimento de projetos.

Somente em Pernambuco, há previsão da implantação de uma nova usina solar que deve gerar cerca de 40 novos postos de trabalho quando entrar em fase operacional. O número de vagas geradas pelo segmento de energia solar pode ser ainda maior se levar em conta o avanço da geração distribuída (GD). De acordo com dados da Agência Nacional de Energia Elétrica, o mercado de GD fechou 2015 com 1.731 instalações e 16,5 megawatts (MW) de capacidade. Em comparação com 2014, quando existiam 424 conexões, houve aumento de 308%.

O Brasil deverá figurar entre os 20 países com maior geração de energia solar no mundo até 2018, considerando-se a potência já contratada (2,6 GW). Segundo o Plano Decenal de Expansão de Energia (PDE 2024) estima que a capacidade instalada de geração solar chegue a 8.300 MW em 2024, sendo 7.000 MW geração descentralizada e 1.300 MW distribuída.

Estudos para o planejamento do setor elétrico em 2050 ainda avaliam que 18% dos domicílios no Brasil contarão com geração fotovoltaica (8,6 TWh), ou 13% da demanda total de eletricidade residencial.

Para incentivar o uso e desenvolvimento da energia solar no Brasil foi lançado o Programa de Geração Distribuída de Energia Elétrica (ProGD), com o objetivo é de estimular a geração de energia pelos próprios consumidores (residencial, comercial, industrial e rural) com base em fontes renováveis, em especial a fotovoltaica.

Fontes:

http://www.aguaonline.com.br/materias.php?id=3990&cid=2&edicao=626

http://novamais.com/noticias/7371/energia-solar-vai-gerar-60-mil-empregos-no-brasil-ate-2018

http://www.brasil.gov.br/infraestrutura/2016/01/brasil-estara-entre-os-20-paises-com-maior-geracao-solar-em-2018

Compartilhe: