Área do Cliente

A inclusão da energia solar fotovoltaica no próximo Leilão de Energia Nova do tipo A-6 vai reduzir o preço médio da contratação de empreendimentos de geração de eletricidade. É o que destaca uma reportagem do jornal DCI, que aponta que o mercado avalia como positiva a inclusão da fonte com os 29,7 gigawatts (GW) de 825 projetos de empreendimentos fotovoltaicos já cadastrados. Previsto para 26 de setembro deste ano, o Leilão A-6 vai comprar energia elétrica de novas usinas para início do fornecimento a partir de 1o de janeiro de 2025.

Durante a abertura do evento Intersolar South America, realizado em São Paulo, o presidente da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), Rodrigo Sauaia, afirmou que, se uma fração desses projetos for contratada, vai gerar competição. “No ano passado, o preço médio da energia solar no leilão A-4 foi de R$ 118,07 megawatt-hora (MWh). A expectativa é que fique nessa faixa no A-6”, disse. Se comparado ao último certame do tipo A-6, realizado no ano passado e sem a presença da fonte fotovoltaica, o preço médio registrado ficou em R$ 140,87 por MWh.

No painel de abertura, o presidente do Conselho de Administração da Abolar, Ronaldo Koloszuk, destacou que a energia solar fotovoltaica deveria estar há muito tempo nos leilões e questionou a quem interessava a não inclusão da fonte nos certames. “Agora, todos os preços das outras fontes vão cair”, previu Koloszuk. Já Sauaia acredita que quanto mais energia solar for contratada no Leilão A-6 de setembro, maior será a economia nas contas de luz ao consumidor brasileiro.

Ainda no mesmo evento, segundo o jornal Valor, o secretário de desenvolvimento energético do Ministério de Minas e Energia (MME), Reive Barros, afirmou que a geração de energia solar fotovoltaica deverá atingir 10 GW em capacidade instalada até 2030. Ele ainda refutou a tese de que, por ter um tempo maior de implementação do que as usinas eólicas – cerca de seis meses –, os empreendimentos solares não poderiam participar dos leilões do tipo A-6. “O ministro Bento Albuquerque tomou essa decisão de incorporar a energia solar no leilão A-6. Não existe diferença para as outras fontes. O nosso grande desafio é gerenciar todas as formas de geração”, afirmou Barros.

Críticas a possíveis mudanças na Resolução 482

Os representantes da Absolar também aproveitaram para criticar a possibilidade de alterações na modalidade de geração distribuída. De acordo com Koloszuk, não deveria ocorrer alterações na Resolução 482, uma vez que o mercado ainda não está totalmente maduro. “A GD [geração distribuída] ainda é apenas 0,1% das 84 milhões de unidades consumidores. Retardar esse crescimento interessa só para quem ficou para trás”, disse.

Na atual regulamentação da geração distribuída, 100% da carga de energia solar injetada por consumidores na rede de transmissão é remunerada. Na proposta de revisão da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), há cenários com percentuais reduzidos, sob a justificativa de que as atuais regras elevariam os custos aos demais usuários da rede elétrica.

Energia Solar Fotovoltaica SunVolt

A inclusão da fonte solar nos próximos leilões de energia é muito importante para aumentar a participação da fonte renovável na matriz elétrica nacional, como também para a redução de preços por MWh, além de todo o benefício ao meio ambiente. Outro ponto crucial é a manutenção das regras de mini e microgeração solar distribuída, e assim possibilitar que mais famílias tenham acesso à tecnologia fotovoltaica.

Se você quer economizar nas suas contas de luz, valorizar o seu imóvel e ainda contribuir para um mundo mais sustentável, invista em um sistema de geração de energia solar para a sua casa, empresa ou propriedade rural. Entre em contato conosco da SunVolt e peça já o seu orçamento.

Fontes: ‘https://www.dci.com.br/neg%C3%B3cios/inclus-o-de-projetos-fotovoltaicos-em-leil-o-a-6-devera-reduzir-preco-medio-1.826888’

‘http://canalenergia.com.br/clippings/53110098/inclusao-de-projetos-fotovoltaicos-em-leilao-a-6-devera-reduzir-preco-medio’

‘http://www.valor.com.br/brasil/6409411/energia-solar-deve-se-multiplicar-e-atingir-10-gw-ate-2030-diz-mme’

Fonte da imagem: ‘https://pixabay.com/pt/photos/painel-solar-sol-electricidade-1393880/’

Compartilhe: