Área do Cliente

A energia solar fotovoltaica deverá crescer 44% em 2019. Essa é a projeção da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), divulgada pela Reuters, que estima a matriz elétrica brasileira com 3,3 gigawatts (GW) fotovoltaicos de capacidade instalada. O crescimento da energia solar neste ano também deverá ser marcado pela alta no segmento de geração distribuída, no qual o consumidor comum tem um sistema fotovoltaico na própria residência, que gera energia elétrica a partir da captação da luz do sol por painéis fotovoltaicos. 

A expansão da fonte solar deve ser puxada pela primeira vez pelos sistemas de mini e microgeração distribuída. Até o ano passado, a geração centralizada, com usinas solares de grande escala, era o carro-chefe do crescimento do setor em território nacional. Os projetos de geração distribuída podem acrescentar 628,5 megawatts (MW) em capacidade solar, o que significaria um crescimento de 125% para a modalidade de geração de energia elétrica. Já as grandes usinas fotovoltaicas deverão somar mais 383 MW até o final do ano, representando um avanço de 21% da modalidade de geração centralizada de energia solar. 

Em entrevista à agência de notícias, o presidente da Absolar, Rodrigo Sauaia, afirmou que o crescimento da geração distribuída é uma marca muito importante para a entidade.  “Aquela visão do passado de que a GD [geração distribuída] é cara não se sustenta mais, ela se tornou uma opção acessível, e existem diversas linhas de financiamento. A GD está ganhando participação no mercado brasileiro”, afirmou Sauaia. Em 2018, o Brasil ultrapassou a marca histórica de 500 MW em capacidade instalada de energia solar fotovoltaica de sistemas de geração distribuída. 

Desde o ano passado, a geração distribuída já registrava forte expansão. Entre 2017 e 2018, o crescimento da modalidade foi superior 170%, contra 86% da expansão em projetos de geração centralizada. Apesar do crescimento menor, se comparado à geração distribuída, as grandes usinas têm maior capacidade de geração fotovoltaica e adicionaram nesse período 828 MW – maioria de empreendimentos viabilizados após os leilões de energia realizados pelo governo federal –, contra 317 MW dos sistemas de mini e microgeração. 

Conforme destacou o presidente da Absolar, os sucessivos reajustes nas tarifas de energia no País desde 2015, somados à redução nos custos dos equipamentos fotovoltaicos, foram fatores decisivos para o aumento do número de conexões de geração distribuída, possibilitando que os consumidores gerem a própria energia elétrica limpa e sustentável, economizem nas contas de luz e tenham o retorno do investimento em um período de três a sete anos. 

A Absolar aponta que a crise econômica reduziu a demanda por eletricidade, o que levou ao cancelamento de um leilão de energia e, consequentemente, a contratação de novas usinas solares. Esse fator explica o porquê a geração centralizada cresceu a ritmos menores do que a geração distribuída. “Com isso, este ano de 2019, e até 2020, serão anos de enorme desafio para a geração centralizada. A ABSOLAR recomenda que o novo governo estruture um planejamento previsível, com continuidade de contratação, para que o setor consiga se planejar”, analisou Sauaia. 

A estimativa da Absolar para a expansão da energia solar fotovoltaica para este ano significa investimentos da ordem de 5,2 bilhões, sendo R$ 3 bilhões para a geração distribuída. 

Energia Solar Fotovoltaica SunVolt 

Este é o momento para você ter o seu próprio sistema de geração de energia solar fotovoltaica na sua casa, empresa ou propriedade rural. Comece 2019 aproveitando todas as vantagens da energia solar: alta economia nas contas de luz, valoriza o seu imóvel e você ainda contribui para a diminuição das emissões de gases poluentes. Entre em contato conosco da SunVolt e peça o seu orçamento de sistema fotovoltaico. 

Nós somos especialistas quando o assunto é geração de energia solar fotovoltaica. Desenvolvemos o projeto, fazemos a instalação dos equipamentos, homologação junto à distribuidora de energia, manutenção e assistência para sistemas fotovoltaicos. 

Fontes: ‘http://www.absolar.org.br/noticia/noticias-externas/energia-solar-deve-crescer-44-no-brasil-em-2019-com-impulso-de-geracao-distribuida.html’ 

‘https://www.dci.com.br/impresso/gerac-o-solar-deve-avancar-44-em-2019-1.773597’ 

‘https://noticias.r7.com/economia/energia-solar-deve-crescer-44-no-brasil-em-2019-17012019’ 

‘http://www.investimentosenoticias.com.br/noticias/negocios/energia-solar-fotovoltaica-ultrapassara-a-marca-de-3-mil-mw-em-2019’ 

Fonte da imagem: ‘https://www.ambientequotidiano.it/wp-content/uploads/2014/05/fotovoltaico.jpg’

Compartilhe: