Área do Cliente

A geração de energia solar fotovoltaica na modalidade de mini e microgeração distribuída deve continuar a crescer neste ano. Segundo projeção para o ano de 2020 da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), a geração distribuída solar deve crescer 260% frente ao adicionado em capacidade instalada no ano passado. A Absolar projeta que os atuais 2 gigawatts (GW) do início deste ano fiquem para trás e até dezembro a potência instalada de energia solar de sistemas de geração distribuída na matriz elétrica brasileira seja de 5,4 GW.

Logo, espera-se que sejam adicionados aproximadamente 3,4 GW de energia solar nos próximos meses, mais do que o dobro de toda a capacidade atual, conquistada desde a regulamentação da modalidade de geração distribuída, em 2012, pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A associação está bastante otimista com o setor solar no País e projeta R$ 16,4 bilhões em novos investimentos na geração de eletricidade solar descentralizada. Aparentemente, já há confiança de que não haverá mudanças na regulamentação da geração distribuída.

De acordo com o presidente da Absolar, Rodrigo Sauaia, a geração distribuída vai ser o carro-chefe do crescimento do setor solar em 2020. “A perspectiva de curto prazo para o setor é animadora. Devemos aproveitar a potência gigantesca do nosso mercado neste ano”, afirmou. Esse crescimento também deve gerar muitos novos empregos no setor, que devem acumular 250 mil vagas até o final deste ano.

De acordo com dados atualizados da Aneel, a geração distribuída de fonte solar fotovoltaica já tem 2,1 GW de potência, com 188.123 unidades geradoras de energia instaladas em casas, empresas, prédios ou propriedades rurais em todo o Brasil. Se somadas todas as fontes de geração distribuída – solar, eólica, hidráulica e termelétricas –, a potência instalada é 2,3 GW, com 188.501 unidades de geração distribuída.

Usina solar flutuante em Goiás

Três usinas fotovoltaicas flutuantes serão instaladas na barragem da Batalha, no rio São Marcos, no estado de Goiás, com um total de 30 megawatts (MW) de potência. Segundo informações do portal PV Magazine, as usinas solares de Batalha I, II e III vão utilizar um total de 90.900 painéis solares. De acordo com a administradora da usina, a geração fotovoltaica na área do reservatório ajuda a reduzir emissões de carbono e gerar ainda mais energia elétrica renovável.

A geração de energia solar sobre reservatórios tem algumas vantagens, como, por exemplo, ajudar a reduzir a evaporação da água, pois diminui a área da lâmina de água que ficará diretamente em contato com a irradiação solar, o que garante maior capacidade de água em tempos de seca, ao mesmo tempo em que garante alta eficiência dos painéis solares.

Energia Solar Fotovoltaica SunVolt

Quer ser uma das pessoas que aproveitam todas as vantagens da energia solar? Economize até 98% nas suas contas de luz, valorize o seu imóvel e contribua para a diminuição das emissões de gases poluentes. Invista em um sistema fotovoltaico para a sua residência, empresa ou propriedade rural e tenha painéis solares captando a luz solar, gerando eletricidade limpa e renovável para a sua família ou atividade profissional durante todo o dia.

Entre em contato conosco da SunVolt e peça já o seu orçamento de sistema fotovoltaico, ou acesse nossa loja virtual www.sunvoltshop.com.br e compre online todos os equipamentos para geração de energia solar.

Fontes: ‘https://www.linkedin.com/posts/ronaldo-koloszuk-37a11243_brasildeixeaenergiasolarcrescer-energiasolar-activity-6635231157707390976-XX5W’

‘https://www.portalsolar.com.br/blog-solar/energia-renovavel/instalacao-de-geradores-solares-cresce-tres-vezes-no-brasil.html’

‘http://www2.aneel.gov.br/scg/gd/GD_Fonte.asp’

‘https://www.pv-magazine-latam.com/brasil-noticias/30-mw-de-energia-fotovoltaica-flutuante-para-uma-barragem-no-goias/’

Fonte da imagem: ‘https://pixabay.com/pt/photos/solar-energia-solar-4824562/’

Compartilhe: