Área do Cliente

Em um ano em que o mundo enfrenta uma pandemia, com retração de investimentos, poucos setores no Brasil registraram crescimento como a indústria fotovoltaica, que começa 2021 com altas expectativas. Segundo reportagem da agência de notícias Reuters, as instalações de geração de energia solar fotovoltaica registraram aumento de 70% em 2020, para 7,5 gigawatts (GW) de capacidade instalada. A fonte solar ficou 1 GW abaixo da previsão inicial, antes do início da crise causada pelo coronavírus.

De acordo com o presidente da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), Rodrigo Sauaia, a expansão da capacidade instalada de fonte fotovoltaica no País gera otimismo no setor e mostra uma recuperação “em V”, ou seja, uma forte recuperação após uma drástica queda na demanda. Para a publicação, Sauaia ainda destacou que a potência instalada dos sistemas fotovoltaicos de geração distribuída – mini e microgeração – ultrapassaram as usinas de grande porte.

Mini e microusinas de geração de energia solar fotovoltaica têm atraído tanto pequenas empresas quantos grandes grupos corporativos, que estão apostando na fonte para diminuir despesas com tarifas elétricas, bem como para tornarem-se mais sustentáveis ao utilizar de energia elétrica limpa e renovável para abastecer a demanda de trabalho. “Percebemos a vinda de uma terceira onda, das empresas ‘conservadoras’, essas que são os grandes transatlânticos. Elas estão vindo com força para solar no Brasil. Também vemos grandes clientes corporativos começando a comprar energia solar”, disse Sauaia.

Usinas solares para atender ao agronegócio

O presidente da Absolar também destacou que o agronegócio tem investido na geração de energia solar para atender às próprias demandas energéticas. “O produtor rural também tem esse perfil mais conservador, porque ele já lida com o risco do clima. Estamos vendo que a solar começa a se tornar uma parceira muito intensa do agronegócio”, disse Sauaia. De acordo com a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), a instalação de usinas fotovoltaicas em propriedades rurais vai contribuir para o desenvolvimento sustentável no campo.

Energia solar em habitações populares

A expansão fotovoltaica promete ser ainda maior em 2021. As expectativas giram em torno do projeto de lei 5829/19, que entrou em regime de urgência na Câmara e garantiria 100% de desconto em encargos e tarifas de uso da infraestrutura de transmissão de distribuição a mini e microgeradores de energia solar. Além disso, o setor ainda pleiteia a instalação de sistemas fotovoltaicos em residências do programa Casa Verde e Amarela – substituto ao antigo Minha Casa, Minha Vida. O projeto ainda precisa ser convertido em lei pelo Executivo.

Energia solar fotovoltaica SunVolt

Neste início de ano, que tal economizar até 98% nas contas de luz, valorizar o seu imóvel e ainda contribuir para a redução das emissões de gases poluentes na atmosfera? Aproveite todas essas vantagens da energia solar e invista em um sistema fotovoltaico para a sua residência, empresa ou propriedade rural. Tenha painéis solares instalados no telhado, fachada ou terreno e comece a gerar a sua própria eletricidade a partir da captação da irradiação solar.

Entre em contato conosco da SunVolt e descubra como você pode ter o seu sistema de geração de energia solar.

Fontes: ‘https://br.reuters.com/article/idBRKBN28X2B8-OBRTP’

‘https://www.moneytimes.com.br/energia-solar-cresce-70-no-brasil-apesar-de-pandemia-e-atrai-grandes-empresas/’

‘https://veja.abril.com.br/economia/geracao-de-energia-solar-cresceu-58-em-2020-e-espera-casa-verde-e-amarela/’

‘https://www.atribunamt.com.br/2021/01/02/agronegocio-aposta-em-energia-solar-para-reduzir-custos/’

Fonte da imagem: ‘https://www.pexels.com/photo/aerial-view-of-solar-panels-array-on-green-grass-2800845/’

Compartilhe: