Área do Cliente

Uma startup finlandesa está usando energia solar fotovoltaica para transformar a água do mar em água potável na cidade de Namíbia, na África do Sul. Segundo uma reportagem da revista Época Negócios, a tecnologia consiste em um pequeno contêiner de carga perto da praia com um sistema fotovoltaico embutido, em que os painéis solares captam a irradiação solar e a transforma em energia elétrica para dessalinizar a água salgada do oceano Atlântico.

A tecnologia foi desenvolvida pela startup Solar Water Solutions e traz esperança à cidade sul-africana, que vive um período de seca prolongado. Recentemente, o presidente do país declarou o segundo estado de emergência em apenas três anos, provocado principalmente pela escassez de alimentos, causado pela falta de chuvas. A empresa chama de “osmose reversa” a tecnologia de retirada do sal da água do mar. Se for utilizada em larga escala, esse sistema de dessalinização poderá auxiliar no abastecimento de água em residências e na área rural, principalmente para irrigação das plantações.

O sistema de dessalinização abastecido por energia solar fotovoltaica desenvolvido pela startup da Finlândia não chega a ser totalmente novo. Todavia, como funciona com energia solar fotovoltaica, sem o uso de baterias para armazenamento de eletricidade, evita a emissão de dióxido de carbono (CO2) e é consideravelmente mais barato do que os já existentes. Os dispositivos são modulares, sendo que o menor deles tem capacidade para produzir 3.500 litros de água potável por hora. O processo de filtragem usa membranas que removem bactérias, vírus e outros agentes contaminantes.

Conforme declarou o CEO da Solar Water Solutions, Antti Pohjola, “os custos de operação são basicamente zero, porque a energia solar é livre”. Ele destaca a vantagem de gerar energia solar para abastecer o sistema de dessalinização, pois, em um sistema tradicional, o processo de retirada do sal da água do mar consumiria uma grande quantidade de energia elétrica, pois necessita que a água seja submetida a uma pressão constante. A nova tecnologia, por sua vez, mantém a pressão constante, sem precisar de baterias – que aumentariam o custo – para armazenar energia. "Nós nos concentramos em áreas remotas, onde não há infraestrutura de eletricidade disponível”, afirmou Pohjola.

A tecnologia para deixar a água do mar potável, abastecida por energia solar fotovoltaica, também pode ser útil para regiões longe da costa. A startup instalou esse mesmo sistema em aldeias rurais no Quênia, por exemplo, onde a água subterrânea é utilizada pela população local, porém, esta é considerada imprópria para consumo.

Energia solar em condomínios no Brasil

A construtora mineira MRV afirmou que alcançou a marca de 1 milhão de megawatts-hora (MWh) gerados pelas usinas fotovoltaicas instaladas em quatro condomínios construído pela empresa em Belo Horizonte (MG), Salvador (BA), Cuiabá (MT) e São Luís (MA). A meta da construtora é implantar sistemas de geração de energia solar fotovoltaica em todos os seus novos projetos até 2020.

Somente neste ano, 17 empreendimentos da empresa serão lançados com sistemas fotovoltaicos para geração de eletricidade solar para abastecer as áreas comuns e apartamentos. Serão investidos R$ 800 milhões até 2022, conforme relatou o site Canal Energia. De acordo com o gestor de suprimentos da MRV, Luís Henrique Capanema, uma usina fotovoltaica utilizada nos condomínios tem uma potência de 437,25 quilowatts-pico (kWp), o que equivale à geração mensal de 52.800 quilowatt-hora (kWh).

Energia Solar Fotovoltaica SunVolt

A energia solar sendo utilizada em projetos de grande impacto social, como no caso da dessalinização da água do mar, revela o alto potencial de implementação que a fonte tem, pois não depende de investimento em infraestrutura de transmissão nesses casos. Você também pode aproveitar as vantagens da energia solar e ter o seu próprio sistema fotovoltaico instalado na sua casa, empresa ou propriedade rural. Entre em contato conosco da SunVolt e peça já o seu orçamento.

Continue acessando o nosso site e saiba das principais novidades do setor fotovoltaico no Brasil e no mundo.

Fontes: ‘https://epocanegocios.globo.com/Tecnologia/noticia/2019/05/startup-usa-energia-solar-para-deixar-agua-do-mar-potavel.html’

‘https://escolaeducacao.com.br/startup-finlandesa-usa-energia-solar-para-deixar-agua-do-mar-potavel/’

‘https://www.canalenergia.com.br/noticias/53100754/mrv-registra-geracao-de-1-milhao-de-mwh-em-condominios-com-energia-solar’

Fonte da imagem: ‘https://media.licdn.com/media-proxy/ext?w=800&h=800&hash=hbKNBJR1pCSBOCX11slaPQMdmEU%3D&ora=1%2CaFBCTXdkRmpGL2lvQUFBPQ%2CxAVta5g-0R65wVUdzh4o7anPrkC9q14Qa6uRW0zmXFzTmpz8ZT6tALjbftCgoBVRESEelgYyN-ytQC-0DMTgedOyKsIi1Mr6e8f7YwNJb1M5l2BI5d86NVZ25cX_SrulL3wWnf9XYS6vYvf5aVU’

Compartilhe: