Área do Cliente

Gerar e usar a própria energia solar fotovoltaica é mais vantajoso do que as tradicionais fontes energéticas na China. De acordo com um estudo publicado na Nature Energy, produzido pelo Royal Institute of Technology de Estocolmo, na Suécia, em 344 cidades chinesas a eletricidade produzida através de painéis fotovoltaicos já é mais barata do que a eletricidade fornecida pela rede de transmissão do governo, incluindo na conta todos os gastos com equipamentos. Em 22% das cidades chinesa a geração de energia solar pode ter custos menores do que o carvão.

De acordo com os pesquisadores, a vantagem da fonte solar em comparação à eletricidade fornecida pela rede de distribuição é resultado de um forte investimento realizado desde 2017 em diversas matrizes renováveis, que transformou o país no maior investidor em energia solar fotovoltaica do mundo. Além dos investimentos, os avanços da tecnologia fotovoltaica, a queda nos preços de produção dos equipamentos e as políticas de incentivo governamentais também fizeram a diferença.

Segundo o estrategista da Carbon Tracker – companhia que pesquisa o impacto da mudança climática nos mercados financeiros –, Kingsmill Bond, ouvido pelo jornal britânico Independent, em apenas 25 anos, a China passou de um país sem qualquer painel solar para pelo menos 100% a mais do que qualquer outro país no mundo. “A conclusão de que a energia solar industrial e comercial é mais barata do que a eletricidade da rede significa que o mundo pode abranger a energia solar. Sem subsídio e seus impactos distorcidos, e impulsionados pelo ganho comercial ”, afirmou Bond.

Nova célula solar feita com spray

Uma nova tecnologia de fabricação de células solares conseguiu aumentar a eficiência energética de painéis solares comerciais. Segundo o site Ambiente Energia, a célula é fabricada a partir da pulverização, como se fosse um spray, de uma camada muito fina de perovskita – um composto de chumbo e iodo bastante eficiente na captação da irradiação solar – sobre uma célula solar comercialmente disponível, conhecida também como CIGS (inicial dos elementos: cobre, índio, gálio e selênio).

Uma célula solar dupla utilizando essa tecnologia converteu 22,4% da energia recebida do sol, um recorde em eficiência para o material. A taxa de conversão da irradiação em eletricidade solar é similar à das células fotovoltaicas de silício policristalino, que são bastante tradicionais no mercado fotovoltaico atualmente. Sobre a célula solar dupla, um dos pesquisadores afirmou que o projeto aproveita a energia de duas partes distintas do espectro solar sobre a mesma área do dispositivo, consequentemente, aumentando a quantidade de energia solar fotovoltaica gerada em comparação às placas solares tradicionais.

A célula CIGS de base tem aproximadamente 2 micrômetros de espessura e absorve a luz solar com eficiência energética de 18,7%. Já a camada de perovskita tem 1 micrômetro de espessura e ajuda na melhoria da captação solar. Todo o conjunto fica unido por um substrato de vidro com cerca de 2 milímetros de espessura, sendo a principal vantagem desta tecnologia a fácil e barata incorporação nos processos de fabricação de painéis solares já existentes.

Os pesquisadores agora trabalham para atingir a meta de 30% de eficiência energética nesse tipo de célula solar.

Energia Solar Fotovoltaica SunVolt

A China prova mais uma vez que o investimento em energia solar fotovoltaica traz grandes resultado, possibilitando energia elétrica mais barata aos consumidores, até mesmo em comparação à eletricidade distribuída em rede. Se você se interessa por energia solar e quer aproveitar todas as vantagens de gerar a sua própria eletricidade a partir da luz do sol, entre em contato conosco da SunVolt e saiba como você pode ter o seu próprio sistema fotovoltaico. Tenha painéis solares instalados no telhado da sua casa, empresa ou propriedade rural, gerando energia limpa e sustentável durante todo o dia para autoconsumo da sua família ou atividade profissional.

Fontes: ‘https://www.independent.co.uk/environment/china-solar-power-grid-electricity-uptake-nature-energy-study-a9055996.html’

‘https://edition.cnn.com/2019/08/15/business/china-solar-electricity-scli-intl/index.html’

‘https://www.tecmundo.com.br/mobilidade-urbana-smart-cities/145032-energia-solar-vira-alternativa-barata-rede-eletrica-china.htm’

‘https://www.nature.com/articles/s41560-019-0441-z?utm_source=commission_junction&utm_medium=affiliate#data-availability’

‘https://www.ambienteenergia.com.br/index.php/2019/08/celula-solar-feita-com-spray-chega-224-de-eficiencia/34941’

Fonte da imagem: ‘https://pbs.twimg.com/media/EBYDdU-WwAA5WWk.jpg’

Compartilhe: