Área do Cliente

A energia solar fotovoltaica está atraindo o interesse dos consumidores no interior do estado de São Paulo. O número de sistemas de sistemas fotovoltaicos aumentou 169.5% nos três maiores municípios da região de Piracicaba (SP) entre 2017 e 2018. É o que revelou o portal de notícias G1, que destacou o crescimento das unidades de geração distribuída de fonte solar fotovoltaica nas cidades de Limeira, Piracicaba e Santa Bárbara d’Oeste, onde o número de conexões fotovoltaicas passou de 115 para 310 unidades de mini ou microgeração. 

A reportagem aponta que a concessionária de energia elétrica Elektro informou que o crescimento da energia solar fotovoltaica em Limeira chegou a 253% no ano passado. Até dezembro de 2017, Limeira tinha 49 sistemas fotovoltaicos em residências, comércios ou propriedades rurais. Já em 2018, o município registrou 173 unidades de geração distribuída. Em Piracicaba, segundo a Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL), distribuidora de energia local, houve um aumento de 97,7%, crescendo de 45 unidades fotovoltaicas de autoconsumo para 89. Já Santa Bárbara d’Oeste registrou aumento de 128,6% no ano passado. Até 2017 eram 21 sistemas fotovoltaicos, agora são 48 unidades de captação da irradiação solar para geração de energia elétrica limpa e renovável. 

Ouvida pela reportagem, a diretora de Inteligência de Mercado da CPFL Energia, Fabiana Avellar, explicou que o crescimento da tecnologia fotovoltaica na região está relacionado a economia e ao maior conhecimento por parte dos consumidores sobre como funciona a geração de energia solar, os benefícios ao meio ambiente e as vantagens de gerar a própria energia elétrica. Ela destacou que a economia nas contas de luz pode ser superior a 90%, pois o sistema fotovoltaico produz energia elétrica durante todo o dia e, se a energia solar gerada não for consumida imediatamente, a produção é injetada na rede de transmissão da concessionária de energia e se transforma em créditos para abatimento nas tarifas. 

Um dado revelado é que grande parte das propriedades que possuem sistemas de geração de energia solar fotovoltaica nessas cidades estão em locais de alto padrão, além de empresas que buscam fortalecer as políticas de sustentabilidade. O retorno do investimento no sistema fotovoltaico é estimado entre cinco a sete anos. 

Geração distribuída 

De acordo com as normas da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), a geração distribuída é dividida entre sistemas de mini ou microgeração. Denomina-se microgeração distribuída a unidade geradora de energia solar com potência instalada de até 75 quilowatts (kW), enquanto a minigeração distribuída é aquela com potência acima desses 75 kW e menor ou igual a 5 megawatts (MW). Caso o a quantidade de energia solar produzida seja maior do que o consumo, transforma-se em um “crédito de energia”, que pode ser utilizado para abater o valor da conta de luz do titular da unidade de geração distribuída. 

A Aneel exemplifica essa operação supondo que a “sobra” da energia gerada pelas placas solares instaladas no telhado da propriedade do consumidor é passada para a rede de transmissão, que funcionaria como uma espécie de “armazenamento”. À noite, quando não há a produção de energia pelo sistema, a rede supre as necessidades elétricas do consumidor.  

Energia Solar Fotovoltaica SunVolt 

O que você achou destas novidades? Aproveite as vantagens da energia solar fotovoltaica e invista você também em um sistema fotovoltaico para a sua casa, empresa ou propriedade rural. Tenha painéis fotovoltaicos gerando eletricidade solar limpa e renovável durante todo o dia e economize nas contas de luz. O sistema fotovoltaico também valoriza o seu imóvel e garante um mundo mais sustentável. Entre em contato conosco e peça já o seu orçamento. 

Fontes: ‘https://g1.globo.com/sp/piracicaba-regiao/noticia/2019/01/02/uso-de-energia-solar-cresce-169-em-tres-cidades-da-regiao-de-piracicaba-sp.ghtml’ 

‘http://www.wizze.co/portal/artigos/noticias/2019/01/02/uso-de-energia-solar-cresce-169-em-tres-cidades-da-regiao-de-piracicaba-sp.html’ 

‘http://www.aneel.gov.br/geracao-distribuida’ 

‘http://www2.aneel.gov.br/cedoc/ren2012482.pdf’ 

Fonte da imagem: ‘https://pixabay.com/pt/alternativa-fundo-blue-celular-21862/’

Compartilhe: