Área do Cliente

O número de usinas de geração de energia solar fotovoltaica em Goiás quase triplicou no último ano e fez com que o estado saísse da 16ª para a 8ª posição no ranking nacional de geração de energia solar distribuída, segundo comunicado oficial. O governo local credita o crescimento ao Programa Goiás Solar, lançado no início de 2017. Já são cerca de 400 conexões de mini e microgeração distribuída, com potência instalada de 7 mil quilowatts (kW). Além disso, o programa visa incentivar e ampliar estratégias entre Estado, universidades, municípios, empresas, instituições financeiras e a sociedade civil no desenvolvimento da fonte renovável.

Os números foram divulgados durante reunião entre integrantes do governo, diretores da Celg G&T, Enel/Celg D, empresários, professores universitários e o presidente da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), Rodrigo Sauaia. Segundo o governo goiano, o objetivo é atingir a 6ª posição nacional em usinas de microgeração de energia solar fotovoltaica já em 2018. O Programa Goiás Solar busca atuar em cinco eixos para incentivar a geração de energia limpa e renovável, especialmente de fonte solar fotovoltaica: questões tributárias; desburocratização; crédito e linhas de financiamento para instalação dos painéis fotovoltaicos; desenvolvimento e fomento da cadeia produtiva; e ações educativas e de comunicação.

A intenção do Programa Goiás Solar é também levar energia solar fotovoltaica como fonte de geração de energia elétrica em áreas rurais, além do uso no perímetro urbano. Para Rodrigo Sauaia, o rápido crescimento do número de micro usinas de geração de energia solar fotovoltaica em Goiás está diretamente relacionado às políticas públicas de incentivo do programa. “O Programa Goiás Solar é referência e tem sido apresentado em várias regiões do Brasil como um modelo a ser copiado”, afirmou Sauaia.

MME

O Ministério de Minas e Energia (MME) aprovou o Plano Decenal de Expansão de Energia 2026, com metas para o governo expandir o sistema elétrico brasileiro nos próximos anos, deixando a cargo da Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Energética a coordenação e aperfeiçoamento do projeto. O plano prevê uma expansão de aproximadamente 41 gigawatts (GW) na capacidade instalada de geração de energia até 2026, com destaque para a participação da energia solar fotovoltaica e eólica na matriz energética, que deverão responder por quase 19 GW nesse período.

O plano foi desenvolvido pela estatal Empresa de Pesquisa Energética (EPE) e aponta investimentos de cerca de R$ 174,5 bilhões até 2026. Além disso, a perspectiva é que o Brasil dependa menos das hidrelétricas para geração de energia, algo que poderia reduzir o prejuízo em períodos de seca, uma vez que o plano aponta para uma redução na participação da fonte hídrica para menos de 50% da matriz energética – ante a uma participação de mais de 60% atualmente. Já para a mini e microgeração distribuída, o MME prevê que a potência total alcance cerca de 3,3 GW até 2026.

Energia Solar Fotovoltaica SunVolt

Nós da SunVolt sempre divulgamos informações e ações de incentivo à energia solar fotovoltaica em nosso País. Quer saber mais sobre como funciona a energia solar fotovoltaica e como você pode ter um sistema de microgeração distribuída na sua casa? Entre em contato conosco, somos especialistas no desenvolvimento de projetos personalizados de geração de energia elétrica através de painéis fotovoltaicos instalados sobre telhados. Continue acompanhando também o nosso blog e saiba das principais novidades do setor fotovoltaico.

Fontes: ‘http://www.goiasagora.go.gov.br/numero-de-usinas-de-energia-solar-fotovoltaica-no-estado-quase-triplica-apos-o-goias-solar/’

‘https://www.jornalopcao.com.br/ultimas-noticias/goias-salta-da-16a-para-8a-posicao-no-ranking-nacional-de-geracao-de-energia-solar-112317/’

‘http://www2.aneel.gov.br/scg/gd/GD_Estadual.asp’

‘https://extra.globo.com/noticias/economia/governo-aprova-plano-decenal-de-expansao-de-energia-2026-22145949.html’

‘https://www.pv-magazine-latam.com/brasil-noticias/mme-aprova-plano-decenal-de-expansao-de-energia-2026/’

Fonte da imagem: acervo SunVolt

Compartilhe: