Área do Cliente

O número de linhas de financiamento para sistemas de geração de energia solar fotovoltaica está em crescimento no País. Segundo um mapeamento realizado pela Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), em parceria com a assessoria especializada em energia renovável Clean Energy Latin America (CELA), o Brasil tem atualmente cerca de 70 linhas de crédito destinadas a projetos de mini e microgeração distribuída de fonte solar fotovoltaica. As novas linhas de financiamento têm ampliado o uso da energia solar fotovoltaica em residências, indústrias, propriedades rurais e prédios públicos no País.

Das opções de crédito para compra do sistema fotovoltaico, destacam-se as linhas de financiamento de instituições bancárias públicas como, por exemplo, o Banco da Amazônia (BASA), Banco do Brasil (BB), Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e o Banco Nordeste (BNB). Há também opções de financiamento para geração de energia solar fotovoltaica por bancos privados como o Bradesco, BV Financeira, Santander e SICOOB, que possuem linhas específicas para o setor renovável, com opções de empréstimos para pessoas físicas e jurídicas.

De acordo com o presidente da Absolar, Rodrigo Sauaia, a ampliação da oferta de linhas de crédito destinadas à energia solar e os benefícios da fonte fotovoltaica – alta economia de energia elétrica; valorização do imóvel; e a não emissão de gases poluentes – são fatores fundamentais para democratizar o acesso a essa tecnologia para os consumidores brasileiros, sejam do setor privado ou público. “Com a geração distribuída solar fotovoltaica, os brasileiros ganham mais liberdade, poder de escolha e controle na gestão da sua demanda e conta de energia elétrica. Com linhas de financiamento favoráveis, mesmo quem não tem recursos próprios disponíveis pode se tornar um gerador de energia renovável na sua casa ou empresa. O investimento em um sistema fotovoltaico é recuperado em poucos anos e a vida útil do sistema é de mais de 25 anos”, afirmou Sauaia.

Para a diretora-geral da CELA e coordenadora do mapeamento, Camila Ramos, a disponibilidade e a competitividade das linhas de financiamento para a geração de energia solar fotovoltaica aumentaram de maneira significativa no ano passado. Segundo ela, “esta tendência é global e deve continuar ao longo dos próximos anos”. Já segundo o presidente do Conselho de Administração da Absolar, Ronaldo Koloszuk, o investimento em sistemas fotovoltaicos tem motivação mais econômica do que exclusivamente ambiental para os consumidores da geração distribuída. “A tecnologia [fotovoltaica] proporciona uma ótima redução de gastos e, ao mesmo tempo, traz economia de dinheiro, contribuindo na prática para a construção de um País mais sustentável e com mais empregos renováveis locais e de qualidade”, disse Koloszuk.

Para este ano, a Absolar prevê um crescimento do setor de geração distribuída de fonte solar fotovoltaica de mais de 97% em comparação com 2018, com a acréscimo de 628,5 megawatts (MW), totalizando 1,13 gigawatts (GW) acumulados até o final do ano. Com o avanço da geração distribuída, a participação da modalidade subirá de 21,9% para 34,2% até o final de 2019, o que revela a relevância do segmento para o setor de geração de energia elétrica. Para este ano, a previsão é de que o setor fotovoltaico movimente mais de R$ 3 bilhões no Brasil.

Energia Solar Fotovoltaica SunVolt

As linhas de financiamento são fundamentais para o crescimento da geração de energia solar fotovoltaica de mini e microgeração. Aproveite as vantagens da energia solar e as opções de financiamento dos bancos públicos e privados para investir na instalação de um sistema fotovoltaico na sua residência, empresa ou propriedade rural. Tenha painéis fotovoltaicos captando a luz do sol e gerando eletricidade solar durante todo o dia. Entre em contato conosco da SunVolt e peça já o seu orçamento.

Continue acessando o nosso site e saiba das principais novidades do setor fotovoltaico no Brasil e no mundo.

Fontes: ‘http://www.absolar.org.br/noticia/noticias-externas/mais-financiamento-amplia-a-adesao-de-pessoas-e-empresas-a-energia-solar-fotovoltaica.html’

‘http://jornaldiadia.com.br/2016/?p=543387’

‘http://blogs.diariodonordeste.com.br/egidio/65698-2/’

Fonte da imagem: ‘https://www.pexels.com/photo/alternative-alternative-energy-clean-energy-close-up-421888/’

Compartilhe: