Área do Cliente

O estado do Ceará deverá atingir cerca de 125 megawatts (MW) de potência instalada de energia solar fotovoltaica até o fim de 2018. O novo potencial fotovoltaico deve-se ao início das atividades comerciais de 80% dos 150 MW de potência de geração de energia solar fotovoltaica contratada nos últimos leilões da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). O prognóstico foi revelado pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE) e coloca o Ceará, com o início das operações das usinas fotovoltaicas, entre os maiores geradores fotovoltaicos do País, com mais de 155 MW de geração solar.

De acordo com dados da EPE, quatro usinas fotovoltaicas de grande escala têm o mês de novembro como data para o início da produção de energia elétrica através do complexo de painéis fotovoltaicos: Apodi I, II, III e IV. Cada unidade do complexo solar será responsável pela potência de 30 MW fotovoltaicos, com investimentos na ordem de R$ 120 milhões para cada usina. O quinto empreendimento fotovoltaico no Ceará, a usina solar de 30 MW de FRV Massapê, ainda não possui previsão de entrega e ainda está em estágio de licitação de obras, segundo informações do Ministério do Planejamento. O investimento na planta solar FRV Massapê está previsto em R$ 139,49 milhões, de acordo com a EPE.

O relatório aponta ainda que o preço de venda da eletricidade solar produzida no complexo solar Apodi I, II, III e IV será de R$ 300,88 por megawatt/hora (MWh), enquanto FRV Massapê terá valor de R$ 200,82/MWh. Atualmente, o estado do Ceará conta apenas com a Usina de Tauá, que possui capacidade instalada de 5 MW.  Contando com a adição das novas usinas fotovoltaicas, o Ceará ficará atrás somente da Bahia, com 682 MW de capacidade solar. Em terceiro lugar na geração fotovoltaica de grande escala vem Minas Gerais, com 501 MW; seguido por Piauí, com 270 MW; São Paulo, 245 MW; e praticamente empatados vêm os estados do Rio Grande do Norte e Paraíba, com 146 MW e 144 MW, respectivamente.

Iniciativas sustentáveis no Piauí

O Governo do Estado do Piauí e representantes do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) reuniram-se com objetivo de apresentar uma série de projetos locais de caráter sustentável. O estado do Piauí já anunciou o plano de utilizar a energia solar fotovoltaica para reduzir os gastos com energia elétrica em prédios públicos e atitudes como essa interessam à ONU para trabalhar iniciativas de redução das emissões de gases poluentes agravantes do efeito estufa.

Uma iniciativa discutida foi a substituição da queima de óleo diesel na extração de água de poços pela utilização de energia elétrica de fonte solar fotovoltaica ou eólica. A ONU já financia projetos de incentivo à energia renovável com as mesmas diretrizes tanto em Brasília como em Recife. Assim, caso o financiamento para os projetos seja aprovado, o prazo para execução das metas é de dois anos.

Energia Solar Fotovoltaica SunVolt

Gostou dessa notícia? Então aproveite você também a luz do sol e comece a gerar energia elétrica na sua própria casa, sem poluir o meio ambiente. Invista em um sistema de micro ou minigeração solar distribuída e tenha painéis fotovoltaicos instalados sobre o telhado da sua residência, empresa ou propriedade rural gerando eletricidade todos os dias. O sistema de geração de energia solar fotovoltaica transforma a irradiação da luz solar em eletricidade para ser utilizada durante o dia, enquanto a quantidade de energia elétrica que você não consumir é injetada na rede de transmissão e vira créditos para abater nas contas de luz. Entre em contato conosco e saiba mais sobre como funciona a energia solar e como economizar energia elétrica em casa.

Fontes:  ‘https://www.ambienteenergia.com.br/index.php/2018/02/ceara-pode-chegar-125-mw-com-novas-usinas-fotovoltaicas-ate-final-de-2018/33703’

‘http://diariodonordeste.verdesmares.com.br/cadernos/negocios/ce-deve-chegar-a-125-mw-com-novas-usinas-fotovoltaicas-1.1885360’

‘https://www.pv-magazine-latam.com/brasil-noticias/o-piaui-em-parceria-com-a-onu-estuda-iniciativas-sustentaveis/’

‘http://www.pi.gov.br/materia/semar/piaui-pode-ser-alvo-de-investimentos-em-sustentabilidade-da-onu-4563.html’

Fonte da imagem: ‘https://prestigioenergy.it/wp-content/uploads/2016/08/3.jpg’

Compartilhe: