Área do Cliente

O Brasil fechou 2018 com cerca de 2 gigawatts (GW) de energia solar fotovoltaica negociados no mercado livre de energia. A informação é da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), que realizou um mapeamento e estimou a quantidade de eletricidade solar negociada e a expansão da fonte renovável no mercado livre de energia, que passa a ser a nova aposta das comercializadoras para ampliar negócios no Ambiente de Contratação Livre (ACL). De acordo com a Absolar, o preço da energia solar fotovoltaica foi um fator determinante para atingir essa marca. 

Segundo com o presidente da Absolar, Rodrigo Sauaia, o preço da fonte solar fotovoltaica negociado no último leilão de energia nova – a R$ 118,09 por megawatt-hora (MWh) – pode ser considerado um divisor de águas para a energia solar no Ambiente de Contratação Livre. “O fato de a solar fotovoltaica ter vendido energia elétrica a preços inferiores aos praticados por outras renováveis, como CGHs, PCHs e biomassa, sinalizou a competitividade da fonte para ser negociada pelas comercializadoras no ACL”, afirmou Sauaia. “Este ganho de competitividade é fruto da redução de preços dos equipamentos, recuperação da moeda brasileira frente ao dólar e acirrada competição entre os empreendedores”, completou. 

O presidente do Conselho de Administração da Absolar, Ronaldo Koloszuk, declarou que a entidade tem apontado algumas medidas prioritárias para consolidar a energia solar fotovoltaica no mercado livre. “Entre elas, estruturação financeira adequada, implantação de projetos, conexão com rede básica e regras claras de comercialização”, aponta. Outro ponto defendido pelo setor fotovoltaico é a criação de uma regulamentação que assegure a igualdade de competição entre as modalidades de comercialização de energia elétrica no mercado livre e regulado. 

“É fundamental criar instrumentos legais e regulatórios que garantam a isonomia nos processos e procedimentos entre os ambientes livre e regulado”, afirma o coordenador do grupo de trabalho de geração centralizada da Absolar, Eduardo Miklos. Segundo ele, a incerteza quanto a garantia de conexão é o principal desafio, já que a emissão de parecer de acesso pode demorar até um ano e, durante esse período, poderá ocorrer leilões de energia no Ambiente de Contratação Regulada, que terão, consequentemente, preferência. "O mercado está passando por uma forte mudança, é necessário criar novas soluções de financiamento e PPAs para tornar o mercado mais dinâmico", disse Miklos. 

Em evento realizado no final do ano passado, o presidente da Associação Brasileira dos Comercializadores de Energia (Abraceel), Reginaldo Medeiros, destacou que a entrada do chamado “preço-horário” no sistema de cálculo do setor elétrico, previsto para 2020, será um avanço regulatório. “Certamente, a entrada em vigor do ‘preço-horário’ vai favorecer ainda mais a fonte solar fotovoltaica no mercado livre de energia”, disse Medeiros. “Nossa perspectiva é que a solar fotovoltaica será, em pouco tempo, fator determinante para a expansão da oferta em todo o Ambiente de Contratação Livre”, completou. 

Energia Solar Fotovoltaica SunVolt 

O que você achou desta novidade? A energia solar fotovoltaica está cada vez mais competitiva e apresenta diversas vantagens em relação às outras fontes renováveis. Aproveite você também e tenha painéis solares instalados no telhado da sua casa, empresa ou propriedade rural. Produza a sua própria energia elétrica limpa e sustentável, economize nas contas de luz e valorize o seu imóvel. Entre em contato conosco da SunVolt e peça já o seu orçamento de sistema fotovoltaico. 

Fontes: ‘http://www.absolar.org.br/noticia/noticias-externas/fonte-solar-fotovoltaica-e-nova-aposta-para-expandir-mercado-livre-com-2gw-negociados-este-ano.html’ 

‘http://www.absolar.org.br/noticia/noticias-externas/workshop-em-sp-o-futuro-da-energia-solar-fotovoltaica-no-mercado-livre.html’ 

‘https://www.portalsolar.com.br/blog-solar/energia-solar/brasil-tem-2-mil-megawatts-de-energia-solar-negociados-no-mercado-livre-este-ano.html’ 

Fonte da imagem: ‘https://pixabay.com/pt/solar-energia-solar-pain%C3%A9is-solares-2796474/’

Compartilhe: