Área do Cliente

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou no final de dezembro de 2017 a nova captação de recursos externos, em parceria com o banco de desenvolvimento da Alemanha Kreditanstalt für Wiederaufbau (KfW). A nova linha de crédito conjunta, no valor de R$ 142,72 milhões, será destinada ao fomento de projetos de energias renováveis, incluindo a energia solar fotovoltaica, e eficiência energética em todo o Brasil. O objetivo da parceria é contribuir para a mitigação das mudanças climáticas no País.

Essa nova linha de financiamento permitirá que as entidades no setor de energia renovável desenvolvam projetos de geração de energia solar fotovoltaica, eólica, bioenergia, pequenas centrais hidrelétricas e também invistam na eficiência energética à iluminação pública e cogeração na indústria. O BNDES acredita que essa nova opção de crédito possa suprir a demanda de financiamento para projetos de geração de energia elétrica através de fontes e tecnologias limpas e sustentáveis.

De acordo com comunicado oficial do banco de fomento brasileiro, o contrato deverá ajudar a suprir uma demanda crescente em todo o País por financiamentos destinados à geração de energia a partir de fontes alternativas, principalmente em relação à energia solar fotovoltaica eólica. Assim, espera-se ampliar o uso de energias renováveis e, consequentemente, diversificar a matriz energética brasileira, além de promover a economia de energia e trazer alternativas em tempos de escassez e crise hídrica em algumas regiões.

Dessa forma, BNDES e KFW vão contribuir para a preservação do meio ambiente global, no âmbito do German Climate Technology Initiative (DKTI). O DKTI é uma iniciativa conjunta entre o banco de desenvolvimento alemão e o Ministério Federal para a Cooperação Econômica e Desenvolvimento (BMZ), com objetivo de investir esforços para a proteção do meio ambiente e clima ao incentivar e viabilizar nos países em desenvolvimento as fontes renováveis de geração de energia elétrica.

O BNDES mudou recentemente os termos de crédito para o financiamento de projetos e empreendimentos de geração de energia renovável de grande escala no País. A liberação do crédito a usinas fotovoltaicas, por exemplo, está vinculada ao cumprimento de requisitos de conteúdo local. De acordo com o site PV Magazine, o primeiro empreendimento desse tipo a utilizar as novas regras de financiamento do banco é um projeto de 150 megawatts (MW) de energia solar fotovoltaica em Minas Gerais. A planta incorpora equipamentos fotovoltaicos fabricados localmente pela Canadian Solar, em São Paulo, como requisito de incentivo local.

Projetos de energia solar

A Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou, sem restrições, a compra de cinco projetos de geração de energia solar fotovoltaica no estado de São Paulo pela AES Tietê. As usinas fotovoltaicas estão localizadas no município de Guaimbê e ainda se encontram em fase pré-operacional. Com capacidade instalada de geração de energia solar conjunta de 150 MW, o Cade não viu risco na operação de compra.

Em dezembro, a AES Tietê – do grupo norte-americano AES – anunciou que pretende investir R$ 280 milhões para construir um complexo de geração de energia solar fotovoltaica em São Paulo. Até 2020, a meta da companhia de energia é atingir metade da geração proveniente de empreendimentos não hidrelétricos e com contratos a longo prazo e, para isso, a energia solar fotovoltaica foi escolhida como a primeira fonte a receber investimentos.

Energia Solar Fotovoltaica SunVolt

Se você já pensa em investir em um sistema de geração de energia solar fotovoltaica para a sua casa, empresa ou propriedade rural, entre em contato conosco. Descubra as vantagens da energia solar e de investir em um sistema de micro ou minigeração distribuída para geração de energia elétrica limpa. Comece o ano com um sistema de geração de energia solar através de placas fotovoltaicas instaladas sobre o telhado da sua propriedade e economize nas suas próximas contas de luz.

Fontes: ‘https://www.bndes.gov.br/wps/portal/site/home/imprensa/noticias/conteudo/bndes-e-kfw-celebram-linha-de-credito-de-us$-142-milhoes’

‘https://www.opovo.com.br/noticias/economia/ae/2017/12/bndes-e-kfw-celebram-linha-de-credito-de-us-142-milhoes.html’

‘https://www.pv-magazine-latam.com/2017/12/22/brasil-bndes-y-kfw-abren-linea-de-credito-de-142-millones-de-dolares-para-la-solar-y-las-renovables/’

‘https://www.pv-magazine-latam.com/2018/01/02/regulador-brasileno-aprueba-la-compra-de-150-mw-fotovoltaicos-por-parte-de-aes-tiete/’

‘https://exame.abril.com.br/negocios/cade-aprova-compra-pela-aes-tiete-de-5-projetos-de-energia-solar/’

Fonte da imagem: ‘https://pixabay.com/pt/photos/energia-ambiente-ecologia-poder-1989341/'

Compartilhe: