Área do Cliente

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou financiamento de R$ 529,039 milhões para a implantação do Complexo Solar Pirapora, no estado de Minas Gerais. O empreendimento contará com cinco usinas solares fotovoltaicas de capacidade instalada de 150 megawatts (MW), e potência fotovoltaica instalada de 191 megawatts-pico (MWp). Este é o primeiro projeto de geração de energia solar fotovoltaica financiado pela instituição financeira estatal.

O Complexo Solar Pirapora pretende aumentar a oferta de energia elétrica de fonte renovável solar fotovoltaica na matriz energética brasileira. A projeção é atender à demanda energética de quase 190 mil residências. Somente a construção das instalações solares deve gerar 1.381 empregos diretos e indiretos. Com altos índices de irradiação solar – superior a quase todos os maiores geradores de energia solar do mundo – e amplo espaço para instalação de usinas solares, o Brasil tem grande potencial para o avanço da tecnologia de geração centralizada. Neste sentido, o apoio do BNDES pode ser determinante para o futuro das grandes instalações solares.

De acordo com a presidente do BNDES Maria Silvia Bastos Marques, o banco busca destinar as melhores condições de crédito a projetos de energia renovável, em concordância ao caráter de indutor do desenvolvimento econômico brasileiro. No financiamento aprovado também está compreendido um subcrédito de R$ 2,6 milhões destinado a investimentos na área social da comunidade local, em projetos previstos no licenciamento ambiental do empreendimento.

Em nota, o BNDES afirmou que o crédito será integralmente em Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP), hoje em 7% ao ano. Se considerado o montante previsto de emissão de debêntures – títulos da dívida – incentivadas de infraestrutura, no montante de até R$ 220 milhões, a alavancagem total do projeto chegará a 79,6% do total de investimentos previstos, segundo comunicado do banco.

As obras do Complexo Solar Pirapora foram iniciadas em outubro de 2016, e a previsão de início das operações é para agosto deste ano. Formado por cinco usinas fotovoltaicas (UFVs), o empreendimento terá potência instalada de 30 MW cada e um sistema de transmissão associado. As usinas solares serão chamadas de Pirapora V, VI, VII, IX e X; localizadas em uma área de 400 hectares próxima ao Rio São Francisco, no município de Pirapora, interior de Minas Gerais.

Energia de Reserva

A energia solar fotovoltaica do Complexo de Pirapora foi comercializada durante o 7o Leilão de Contratação de Energia de Reserva, realizado em 28 de agosto de 2015, no Ambiente de Contratação Regulado (ACR). Os Contratos de Energia de Reserva (CERs) celebrados com a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) têm vigência de 20 anos a partir do início das operações comerciais dos empreendimentos. As usinas comercializaram um total de 42 MW em média, com 8,4 MW médios cada, a uma tarifa média de R$ 298,58/ megawatt-hora (MWh).

Fontes: ‘http://www.setorenergetico.com.br/destaques/bndes-aprova-primeiro-financiamento-para-geracao-solar-no-valor-de-r-529-milhoes/22254/’

‘http://g1.globo.com/economia/negocios/noticia/bndes-aprova-credito-de-r-529-milhoes-para-projeto-de-energia-solar.ghtml’

‘http://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2017-05/bndes-aprova-primeiro-financiamento-para-geracao-de-energia-solar’

‘http://www.brasil.gov.br/infraestrutura/2017/05/bndes-aprova-primeiro-financiamento-para-geracao-de-energia-solar’

‘http://extra.globo.com/noticias/economia/bndes-aprova-1-financiamento-para-geracao-de-energia-solar-21327824.html’

Fonte da imagem: ‘https://cdn-images-1.medium.com/max/2000/0*H8Umac9VdYnGgqZY.jpg’

Compartilhe: