Área do Cliente

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou que foi aprovado o início das operações comerciais de quatro usinas solares fotovoltaicas no estado de Minas Gerais. As usinas solares estão situadas no município mineiro de Pirapora, com capacidade total de 61,9 megawatts (MW). O despacho foi publicado no Diário Oficial da União (DOU), em que aponta as quatro usinas solares, chamadas de Pirapora 5, 7, 9 e 10, respectivamente, como selecionadas pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE) no 7° Leilão para Contratação de Energia de Reserva, realizado em 2015.

Segundo a Aneel, as quatro instalações de geração de energia solar fotovoltaica – parte do maior complexo solar de Pirapora – foram financiadas pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que aprovou em maio crédito de R$ 529 milhões para a instalação dos painéis solares no empreendimento. O financiamento do BNDES de usinas solares fotovoltaicas está vinculado à conformidade com os requisitos de conteúdo local. O projeto deve incorporar equipamentos fotovoltaicos com fabricação nacional, especificamente em São Paulo, da empresa chino-canadense fabricante de módulos e painéis solares Canadian Solar, que deverá fornecer quase 600 mil módulos fotovoltaicos.

O complexo solar de Pirapora é a primeira usina de grande porte a iniciar as operações comerciais na região Sudeste. Nas proximidades do rio São Francisco, o empreendimento é composto por cinco usinas solares de 30 MW cada que, somados, deverão ter capacidade instalada total de 150 MW quando a obra estiver concluída, o suficiente para abastecer 190 mil residências com energia solar limpa e sustentável. O projeto de Pirapora venceu o certame de contratação de energia de 2015 com preço de R$ 298,58 por megawatt-hora (MWh) produzido.

A expansão da energia solar fotovoltaica neste ano no Brasil dá-se, principalmente, pelo início das operações de projetos fotovoltaicos vencedores dos últimos leilões de energia. Em junho, a Aneel liberou a operação comercial de um complexo solar na Banhia, composto por cinco usinas solares e capacidade instalada de 120 MW. Em setembro, os parques solares Sobral 1 e Sertão 1, no Piauí, com total de 60 MW instalados, também tiveram liberação por parte da agência reguladora.

São Paulo

Continuando a expansão da fonte solar fotovoltaica no país, a concessionária de energia AES Tietê anunciou o interesse em adquirir um projeto solar de 180 MW, selecionado pela EPE ainda no 6º Leilão de Energia de Reserva, realizado em 2014. Segundo comunicado, a empresa teria fechado um acordo para aquisição da usina, localizada no município de Guaimbê, interior de São Paulo. O valor total do contrato será de R$ 650 milhões. A usina solar fotovoltaica de Guaimbê venderá energia elétrica por R$ 218,85 por MWh, durante um período de 20 anos.

Fontes: ‘http://www.brasil.gov.br/infraestrutura/2017/09/usinas-solares-em-pirapora-mg-tem-operacao-comercial-liberada-pela-aneel’

‘https://www.pv-magazine-latam.com/brasil-noticias/aneel-libera-619-megawatts-das-usinas-fotovoltaicas-em-minas-gerais/’

‘https://www.pv-magazine-latam.com/brasil-noticias/aes-tiete-compra-usina-fotovoltaica-de-180-mw-no-sao-paulo/’

‘http://www.energia.sp.gov.br/2017/08/aes-tiete-transfere-projeto-solar-para-sp/’

Fonte da imagem: ‘https://4.bp.blogspot.com/-kJV8MSOYonU/VsdC2_T2X2I/AAAAAAAAJCs/LNlSyPJIBxM/s1600/Renato_Cobucci.jpg’

Compartilhe: