Área do Cliente

A América do Sul está melhor preparada para o avanço das energias renováveis. Isso é o que aponta um estudo publicado pelo escritório de advocacia Ashurst sobre transição energética, divulgado pela Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar). O continente deverá liderar o crescimento global dos investimentos em renováveis nos próximos cinco anos. O levantamento entrevistou 2.090 executivos de diversas empresas localizadas em diferentes países do G20 sobre o mercado de energia elétrica, e o resultado apontou para a América do Sul como ponto mais alto para investimentos em geração renovável.

O estudo, chamado de Powering Change: Energy in Transition, indica que a década atual é vista como ponto de inflexão da curva para investidores do setor elétrico no sentido de impulsionar ações rumo à transição energética para mitigar os efeitos das mudanças climáticas globais. O relatório ressalta ainda que a Agência Internacional de Energia Renovável (IRENA, na sigla em inglês) prevê investimentos em renováveis de US$ 110 trilhões até 2050 para cumprimento das metas climáticas, e que pelo menos um quarto da eletricidade global já é de fontes renováveis, citando as energias solar fotovoltaica, eólica e hídrica.

A pesquisa revela que os investidores do G20 de dentro da região já têm aportes em projetos renováveis. A maioria, 66%, estão em território brasileiro, em empreendimentos de geração de energia solar, eólica ou em ambos. Quando questionados sobre a importância dos projetos renováveis para a transição energética, 42% dos entrevistados no Brasil disseram ser um caminho essencial para atingir as mudanças necessárias, o que coloca o país entre os cinco principais no mundo na questão de investimentos em renováveis.

Outro dispositivo que tem atraído a atenção global neste momento de transição energética é o armazenamento de eletricidade em baterias. A pesquisa destaca que 75% dos entrevistados declararam interesse em realizar aportes na tecnologia de armazenamento de energia elétrica. A América do Sul se destacou por conta dos recursos energéticos disponíveis, como os altos índices de irradiação solar e recursos eólicos, que proporcionam novas oportunidades a essas fontes.

Prefeituras economizam com energia solar

O setor público municipal já está economizando nas tarifas de energia elétrica. Diversas prefeituras investiram na instalação de sistemas de geração de energia solar fotovoltaica em prédios públicos, escolas, hospitais, sedes de poderes e instituições. O Portal Solar trouxe dois exemplos do poder público municipal, de Belo Horizonte (Minas Gerais) e de Novo Hamburgo (Rio Grande do Sul), em que ambos projetam economias milionárias ao longo dos próximos anos apenas ao utilizar a eletricidade solar gerada por sistemas de microgeração.

A Prefeitura de Belo Horizonte inaugurou uma usina solar fotovoltaica no telhado do edifício-sede e projeta redução de aproximadamente 20% no consumo médio de eletricidade, gerando economia mensal estimada de R$ 8 mil. A expectativa é que, em 10 anos, a economia gerada pelos painéis solares possa chegar a R$ 10 milhões aos cofres públicos da capital mineira. O sistema fotovoltaico ocupa uma área equivalente a dois campos de futebol, cerca de 400 m².

Essa é a segunda usina solar instalada em um prédio público municipal de Belo Horizonte. A primeira, conforme o assessor da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMMA), Humberto Martins Marques, foi instalada no prédio da Propam, com capacidade instalada de 6 quilowatt-pico (kWp). “O próximo passo é instalar o sistema em um estacionamento coberto no Parque das Mangabeiras, para gerar 220 kWp e a expectativa é que a usina entre em operação ainda neste ano. Queremos estimular com essa atitude o uso de energia solar por parte dos cidadãos de BH”, afirmou.

Já a Prefeitura de Novo Hamburgo também terá um sistema de geração de energia solar fotovoltaica para abastecer o local. A usina está sendo instalada no terreno ao fundo do prédio, e a previsão para início da geração fotovoltaica é de 180 dias. A iniciativa deve gerar economia nas contas de luz de cerca de R$ 500 mil ao ano à administração pública. De acordo com o secretário de Obras, Serviços Urbanos e Viários, Paulo Vargas, o projeto traz benefícios ao município. “Além de gerar energia limpa e renovável, a iniciativa tem como objetivo economizar na conta de luz da prefeitura e reverter o valor para o município”

Novo Hamburgo já conta com um sistema de energia solar instalado no Hospital Municipal.

Energia Solar Fotovoltaica SunVolt

O que você achou destas novidades? O investimento em geração de energia solar fotovoltaica gera economia nas contas de luz, valoriza o imóvel onde o sistema é instalado e ainda contribui para a diminuição das emissões de gases poluentes na atmosfera.

Se você também quer aproveitar todas as vantagens da energia solar, entre em contato conosco da SunVolt e peça já o seu orçamento de sistema fotovoltaico. Tenha painéis solares instalados no telhado da sua residência, empresa ou propriedade rural, gerando eletricidade solar durante todo o dia para autoconsumo da sua família ou atividade profissional.

Fontes: ‘http://www.absolar.org.br/noticia/blog/renovaveis-america-do-sul-esta-posicionada-para-liderar-investimentos.html’

‘https://www.canalenergia.com.br/noticias/53134722/renovaveis-america-do-sul-esta-posicionada-para-liderar-investimentos’

‘https://www.portalsolar.com.br/blog-solar/energia-renovavel/prefeitura-de-novo-hamburgo-deve-economizar-r-500-mil-por-ano-com-energia-solar.html’

‘https://www.portalsolar.com.br/blog-solar/energia-renovavel/prefeitura-de-belo-horizonte-vai-economizar-cerca-de-r-8-mil-por-mes-com-energia-solar.html’

Fonte da imagem: ‘https://pixabay.com/pt/photos/constru%C3%A7%C3%A3o-trabalhadores-instala%C3%A7%C3%A3o-646465/’

Compartilhe: